Sexta, 15 Junho 2018 22:07

CREF17/MT fiscaliza academias em cidades da Região do Araguaia

Avalie este item
(0 votos)

 

Assessoria de Imprensa

CREF17/MT

 

O Conselho Regional de Educação Física da 17ª Região  (CREF17/MT) tem buscado intensificar as fiscalizações em academias, principalmente no interior do Estado. O trabalho consiste em identificar irregularidades no funcionamento desses estabelecimentos, já que segundo o CREF17/MT, grande parte deles possui algum tipo de problema.

 

Na semana do dia 21 a 24 de maio, por exemplo, a fiscalização aconteceu na Região do Araguaia, nas cidades de Água Boa, Ribeirão Cascalheira, Porto Alegre do Norte, Confresa e Vila Rica, onde no total, foram visitados 15 locais, sendo 14 academias e um órgão público (Prefeitura Municipal).

 

Durante a fiscalização nessa Região, foram detectadas 13 empresas sem registro junto ao CREF17/MT e 8 profissionais atuando sem o devido registro também, além disso, no momento da vistoria, 9 estabelecimentos estavam  sem profissionais habilitados. 

 

“Diante disso, nós fizemos 3 Autos de infração, ou seja, 3 profissionais foram notificados por algum motivo, como por exemplo,  foram pegos com a Carteira de Identidade Profissional (CIP) vencida e 8 autos de infração para estabelecimentos que também estavam sem registro ao CREF”, explicou o agente de fiscalização do CREF17/MT, Júlio César.

 

De acordo com o presidente do CREF17/MT, Carlos Alberto Eilert, essas medidas são necessárias e todos que observarem irregularidades devem denunciar. 

 

“Academia é questão de saúde, e nós temos por dever preservar a saúde de quem procura lugares como esses para fazer sua atividade física. Estar com um profissional e com o estabelecimento devidamente regulamentado é um direito de todo cidadão. Sempre que tiver essa situação, nós temos que usar a medida mais dura de estar interditando. Nós orientamos a todos que ao procurar uma  academia, que verifiquem o reconhecimento do CREF, que é quem certifica se aquele local está apto a funcionar e oferecer a atividade física necessária para sua saúde”, orientou Eilert.

 

Lido 103 vezes